O que são e como gerar leads?

Em linhas gerais, leads podem ser definidos como pessoas (ou empresas) que entraram em contato com sua empresa e têm potencial para se tornarem clientes. Ou seja, lead é uma oportunidade de negócio que deve ser captada e cultivada para dar retornos efetivos. Essa relação entre empreendedores e possíveis clientes é antiga e uma prática recorrente: quem nunca foi a uma reunião ou um workshop e teve a oportunidade de distribuir o cartão da sua empresa? Ou promoveu um evento e solicitou o e-mail dos participantes, para que o contato com os participantes e a o empreendimento seja mantido e fortalecido? Essas são práticas simples e conhecidas para aumentar sua capacidade de prospecção. No entanto, com o crescimento enorme da internet nos últimos anos, passou a ser um dos pontos de atenção do marketing digital a criação de leads e sua conversão para clientes.

Com o marketing digital, os principais leads são captados através da chamada landing page: uma página digital na qual as pessoas entram em contato com sua empresa, realizam um cadastro e recebem informações sobre serviços ou produtos. Em geral, uma boa landing page oferece algo gratuito para que os visitantes se engajem. Esse “brinde” pode ser um e-book, um whitepaper ou mesmo vídeos que ensinam a fazer determinada ação. Essa landing page deve, portanto, ter um conteúdo que valha a pena e também precisa transmitir segurança para o visitante de que os dados que ele fornecer não serão utilizados indevidamente, gerando assim uma taxa de conversão alta (de visitas para cadastros), ou seja, gerar leads.

A partir daí, é preciso que as empresas sejam capazes de transformar esse primeiro contato em um lead, ou seja, transformar alguém que simplesmente conhece o que você faz em um potencial cliente. Este é um lead qualificado: alguém que irá, sim, comprar. Na outra mão, é preciso também identificar os não qualificados: aqueles contatos que não irão se tornar clientes, seja porque eles não atendem o perfil da sua empresa, ou não estejam dispostos a pagar pelo que você acha que seu serviço vale, por exemplo.

Fonte: Endeavor BR